Sonhos de Maribell

Um lugar onde a imaginação é o limite.

Indicação da Semana por Carol Andrade

Livro:

Trilogia “Fronteiras do Universo” – Philip Pullman:

1º A Bússola de Ouro:

“Neste livro, Pullman conduz o leitor a um mundo mágico. Acompanhando a jovem Lyra, que se lança numa busca desesperada e enfrenta terríveis obstáculos quando seu amigo Roger desaparece, o escritor apresenta-nos a um universo de fantasias onde os daemons correm pelas ruas de Oxford e Londres… Onde um redemoinho de uma poeira misteriosa está por toda parte, tornando possível às crianças conhecerem segredos que os adultos dariam tudo para desvendar.”

2º A Faca Sutil:

“Neste segundo volume da trilogia ‘Fronterias do Universo’, Will tem apenas 12 anos e tudo começa quando, depois de matar um homem, ele parte para descobrir a verdade sobre o desaparecimento de seu pai. Num passe de mágica, atravessa o ar e penetra num mundo onde conhece uma estranha garota, Lyra, que, como ele, também tem uma missão a cumprir. Em Cittàgazze, onde os dois se encontram, as ruas são habitadas por espectros letais, devoradores de almas, e outras criaturas aterradoras que disputam com todas as forças um poderoso talismã, capaz de cortar o nada e abrir brechas para outros universos – a faca sutil.”

3º A Luneta Âmbar:

“Will é o portador da faca sutil. Ele prometera ao pai, no leito de morte, que iria entregar a lâmina terrível a Lorde Asriel. Uma guerra aproxima-se, a maior guerra de todos os tempos, e a lâmina é a única arma que pode render o inimigo. Um forasteiro num mundo estranho, Will começa sua jornada perigosa. Mas como pode cumprir a promessa quando Lyra, sua corajosa companheira, está desaparecida?”

Religião e ciência misturam-se, você não sabe qual é qual. A série é brilhantemente elaborada e com uma narrativa de tirar o folêgo, portanto não é à toa eu não ter conseguido desgrudar os olhos de nenhum dos volumes até a última página de cada um ter sido lida.
A série consegue agradar gregos e troianos. Não importa se você acredita ou não em Deus e na bíblia (as citações sobre religião são católicas), pois os livros não fazem nenhuma crítica, positiva ou negativa, à crença alguma.
Além disso, há momentos de pureza e ternura típicos das crianças e da descoberta do primeiro amor. Quem ler ficará chocado com cada revelação feita, seja sobre a complexa relação entre Lorde Asriel e a senhora Coulter ou sobre a terrível verdade por trás da existência do Pó.

Curiosidades:
* Como a ideia original era uma trilogia de filmes, os três últimos capítulos do primeiro livro foram “cortados” do filme, pois o diretor (Chris Weitz, diretor de Lua Nova) achou que esses se encaixariam melhor no começo do segundo filme.
* Apesar da senhora Coulter ser morena nos livros e loura no filme, o próprio autor afirmou que a cabelo louro ficou melhor nela, dizendo que se arrependia de não tê-la feito loura nos livros.
* A atriz Nicole Kidman era a escolha de Pullman para a persongem Marisa Coulter. A atriz inicialmente recusou o papel, mas mudou de ideia ao receber uma carta pessoal do autor.

Música:

She – Charles Aznavour / Elvis Costello

Considerada uma das músicas mais bonitas da história, essa é uma daquelas músicas que deixam qualquer mulher arrepiada.
A versão original é do cantor Charles Aznavour, e foi regravada milhares de vezes. Eu considero a versão original e a do cantor Elvis Costello (que fez parte da trilha sonora do filme “Um Lugar Chamado Notting Hill”) as mais bonitas. Fiquei tão indecisa entre elas que decidi indicar ambas. =P
Outra coisa de que gosto muito é o fato da letra não ter sido alterada de uma versão para a outra.

Original:

She

May be the face I can’t forget.
A trace of pleasure or regret
May be my treasure or the price I have to pay.
She may be the song that summer sings.
May be the chill that autumn brings.
May be a hundred different things
Within the measure of a day.
She
May be the beauty or the beast.
May be the famine or the feast.
May turn each day into a heaven or a hell.
She may be the mirror of my dreams.
A smile reflected in a stream
She may not be what she may seem
Inside her shell
She who always seems so happy in a crowd.
Whose eyes can be so private and so proud
No one’s allowed to see them when they cry.
She may be the love that cannot hope to last
May come to me from shadows of the past.
That I’ll remember till the day I die
She
May be the reason I survive
The why and wherefore I’m alive
The one I’ll care for through the rough and rainy years
Me I’ll take her laughter and her tears
And make them all my souvenirs
For where she goes I’ve got to be
The meaning of my life is
She, she, she
Tradução:
Ela
pode ser o rosto que eu não consigo esquecer
Um traço de prazer ou de desgosto
Pode ser meu tesouro ou o preço que eu tenho que pagar
Ela pode ser a música que o verão canta
Pode ser o frio que o outono traz
Pode ser cem coisas diferentes
Na medida de um dia

Ela

pode ser a bela ou a fera
Pode ser a ‘escassez’ ou a abundância
Pode transformar cada dia em um ‘paraíso’ ou em um inferno
Ela pode ser o espelho dos meus sonhos
Um sorriso refletido em um ‘rio’
Ela pode não ser o que ela parece
Dentro da sua concha

Ela, que sempre parece tão feliz em uma multidão.
Cujos olhos parecem tão privados e tão orgulhosos
Ninguém está permitido de vê-los quando eles choram
Ela pode ser o amor que não espera durar
Pode vir a mim de sombras do passado
De que eu me lembrarei até o dia em que eu morrer

Ela
pode ser a razão pela qual eu sobrevivo
O porquê e pelo quê eu estou vivo
Aquela de quem cuidarei nos anos difíceis e chuvosos
Eu? Eu pegarei suas risadas e suas lágrimas
E farei de todas minhas lembranças
Para onde ela for eu tenho que estar
O sentido da minha vida é ela

Ela, ela,ela

3 Respostas para “Indicação da Semana por Carol Andrade

  1. maaribell 29/12/2010 às 12:04

    Eu já li os 3 livros e realmente são incríveis, mas confesso que fiquei triste no final, acho que pq sou muito chegada num final feliz e o que acontece com o jovem casal é tão injusto! De qq maneira, é um coleção de primeira.

    SHE? OWNNN…

    Notting Hill está na minha lista dos meus 10 filmes favoritos de todo os tempos, na época eu comprei até o CD com a trilha sonora que é relmente muito boa. Já ouviu “There’s No sunshine when she-s gone” ? Divina!

    Carol, não se procupe muito com ter poucos reviews, cada vez mais aprecio seu gosto eclético e refinado, com certza não sou única. Não pare!

    Bjks,

    Maribell

  2. Mary Leite 29/12/2010 às 15:30

    Carol, você tem muito bom gosto!

    Infelizmente, não recebi seu email com a indicação, como você disse no coment lá em DB, mas estou à espera! rs

    Confesso que não conhecia nenhuma das duas indicações e adorei as duas! Com certeza entram na minha lista e coisas ler e ouvir.

    Beijo!

  3. Carol Andrade 01/01/2011 às 16:50

    Confesso que também sou chegada a um final feliz. Fiquei muito triste também.

    Não conhecia “There’s no sunshine when she’s gone”, mas procurei e amei!

    Muito obrigada, Mari. Muito obrigada mesmo. Não vou parar, prometo.😀

    E muito obrigada, Mary.
    Vou mandar o email de novo.🙂

    Beijos😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: