Sonhos de Maribell

Um lugar onde a imaginação é o limite.

Filme: Mary e Max – Uma Amizade Diferente

Hi,ladies and gentlemen!

Esse filme me prendeu a atenção desde que vi o título, a capa e a história. Então, comecei a assisti-lo e a música de entrada começou… Fiquei sem fôlego! É simplesmente belíssima, o ritmo do piano, a melodia são de incrível sensibilidade. Para vocês terem um idéia do efeito, eu estava assistindo o filme na sala, minha mãe que estava na cozinha, ouviu a música, veio correndo e perguntou “O que você está assistindo?”. Ela sentou do meu lado e só saiu quando o filme terminou.

Quando o filme acabou, minha mãe estava muda de emoção e eu (pra variar) chorando um rio de lágrimas. Vou confessar, não foi o final que eu desejava, mas como esse desenho animado foi baseado em fatos reais, fez sentido, porque nem sempre a vida é justa, mas mesmo assim é bela.

Eu ia fazer um “big” resumo do filme, porém achei na internet um artigo do crítico de cinema Fred Burle que conseguiu sintetizar maravilhosamente a história e as melhores frases do filme.

Mas, não podia deixar de pelo menos, compartilhar com vocês meus sentimentos, pois terminei o filme agradecendo a Deus por colocar de forma inusitada pessoas tão especiais em minha vida, assim como vocês, que me apoiam com seus comentários, incentivo, sugestões e carinho. Obrigada por tudo, meus queridos amigos.

Espero que gostem da dica.

Bjks,

Maribell

PS: Segue abaixo a Crítica do Filme.

Mary e Max – Uma Amizade Diferente

“Desenvolvido com a técnica do stop-motion e finalizado com a ajuda da computação gráfica, o filme é baseado em fatos reais, sobre a amizade entre uma menina australiana de 8 anos e um nova-iorquino de 44. Ela é gordinha, desajeitada, muito curiosa; sua mãe é uma alcoólatra depressiva e seu pai trabalha numa fábrica de pregar cordões nos saquinhos de chá. Ele é um senhor que sofre da Síndrome de Asperger, recluso em sua casa, seus pensamentos lógicos e seu vício em cachorro quente de chocolate (!). Ambos são cheios de pensamentos filosóficos sobre a vida, que só diferenciam-se pela diferença etária. Quem nunca fez as perguntas de Mary quando criança? Quem nunca teve pensamentos de tangência com a teoria de Max, em algum momento da vida?

Inicialmente, é possível pensar que trata-se de uma animação de história engraçadinha e clichê, mas o que se vê é um drama cômico envolto por diversas camadas, que se mostram aos poucos para o público e impressiona pela densidade do roteiro e pelos rumos inesperados que história toma.

A animação tem como principal fonte de humor a complementação imagem-narração. A graça advém da irônica controvérsia entre o que é mostrado e o que é falado.

O filme critica a sociedade-do-pouco-contato em que vivemos, mostrando os vícios e as fobias dos personagens, não só dos protagonistas como também dos coadjuvantes, como a mãe e o vizinho de Mary; a vizinha e os cidadãos que Max observa.
Mary “vê” tudo em tons marrons, enquanto que Max “vê” tudo em preto-e-branco. O que acontece quando as duas visões de mundo se encontram é tristonho, mas profundo e muito bonito. A sensação tida, quem sabe, pode ser a de comer leite condensado na lata, com o seu melhor amigo.

Como disse a escritora Ethel Mumford: “Deus nos dá familiares. Ainda bem que podemos escolher nossos amigos”.

Mary e Max (os personagens e o filme), encantam e emocionam do começo ao fim, assim como a bela trilha sonora instrumental. Uma overdose muito bem vinda de originalidade.

Uma frase, aparentemente simples, dita pelo médico de Max, Dr Hazelhof, resume o filme: “a vida de todo mundo é como uma longa calçada. Algumas são bem pavimentadas, outras (…) têm fendas, cascas de banana e bitucas de cigarro”.

Se for para viver uma história linda e ímpar como a de Mary e Max, eu prefiro que a minha calçada seja bem defeituosa. Só procuraria um pouco de tinta para pintar o meio-fio!”

9 Respostas para “Filme: Mary e Max – Uma Amizade Diferente

  1. Narjara Pedroso 09/01/2011 às 14:09

    Oi Mari,
    Adorei a sugestão. Vai entrar para a lista de filmes que quero assistir quando estiver de molho (leia-se resguardo)… rsrsrs
    Obrigada pela dica😉
    Bjim mineiro *.*
    Narjara

    • maaribell 11/01/2011 às 15:28

      Oi, Nar!

      Que bom que gostou!

      Porém, se me permite, vou te dar uma sugestão, assista o filmew agora, pq qdo vc estiver de resguardo, todo pouco tempo livre que tiver vc vai querer dormir, rsrs…

      Bjks cariocas…

  2. Sully 09/01/2011 às 16:57

    Oi amiga!!
    Como vc está?..espero que bem..
    ADOREI a sua dica, desde que vc me falou do filme UP e eu segui a dica, assisti e A-M-E-I…sigo a risca suas sugestões..rsrsr..
    Nunca ouvi falra soobre esse, + pode ter certeza que já vou atrás.
    Bjs querida

    • maaribell 11/01/2011 às 15:31

      oi, querida!

      Estou bem melhor, o tempo cura tudo, a fase ainda é de transição, mas estou bem. E vc?

      Obrigada por curtir minhas dicas, as suas tb costumam ser infalíveis! Rsrs…

      Depois me conta o que achou.

      Abçs pra sua mãe e irmão.

      Bjks carinhosas,

      Maribell

  3. Key 09/01/2011 às 21:41

    Hey Mari!!

    Valeu a dica, adoro cinema! Pelo que li aqui, esse filme é mto emocionando, preparando minha caixa de Klenex😉

    Bju linda.

    • maaribell 11/01/2011 às 15:35

      De nada Key!

      Adoro compartilhar meus achados aqui no blog, não sei se todos curtem, mas fico feliz que vc e outras amigos se interessam e apoiam.

      Bjks,

      Maribell

  4. Fer Cintra 11/01/2011 às 15:09

    Mariii q saudadeess *.* Ameeeeii esse filme emprestei pra minha mãe semana passada…a capa é muito fofinha mesmo =) Qdo eu era pequena mandava um montão de cartas e ninguém nunca respondia hahaha Mto bom esse filme a minha filha estava sem sono e viu comigo, como ela é muito baby ainda eu fui falando o q estava acontecendo e qdo eles falavam coisas pesadas eu ria e falava coisas leves rsrs ela adorou o velhinho do outro lado da rua q naum saia de casa…é realmente esse filme é bom mesmo com o final triste…Life is hard…e as famílias são loucas e cheias de problemas..quase sempre ao invés de ajudar pioram mais a situação, mesmo sem querer..
    Ótimo post!!!Bjkkks
    aa eu vi o filme let me in..deixe-me entrar, vc postou aqui uma resenha??! eu achei q tinha lido aqui, procurei hj e não achei…Bjkss

    • maaribell 11/01/2011 às 15:22

      FER! Qta saudadeeeeee!!!!!

      Estava pensando muito em vc essa semana, quase te enviando e-mail pra saber se estáva td bem, mas imaginei que vc poderia ter viajado de férias com a família e não quis parecer “entrona”, rsrs…

      Lindo filme, não? Tb assisti com meu filho de 7 anos, ele adorou e se comoveu com os momentos mais dramáticos, tão sensível o meu menino!

      Eu ainda não fiz post de Let me In (gostou do filme?), por falar nisso, vc poderia me reenvir o link para baixar? Naquele dia eu não consegui baixar pq tive q sair mais cedo da lan (ainda estou sem internet em casa, aff!).

      Obrigada por aparecer novamente, vc faz muita falta!

      Bjks,

      Maribell

  5. Regina 23/07/2011 às 16:57

    Amei esse filme!!chorei é verdade!mas com certeza esse filme ajudou muito gente a ter uma visão diferente diante dos problemas que tds nós enfrentamos diariamente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: