Sonhos de Maribell

Um lugar onde a imaginação é o limite.

Indicação da Semana por Carol Andrade

LIVRO:

A Revolta de Atlas – Ayn Rand

“Na mitologia grega, o titã Atlas recebe de Zeus o castigo eterno de carregar nos ombros o peso dos céus. Neste clássico romance de Ayn Rand, os pensadores, os inovadores e os indivíduos criativos suportam o peso de um mundo decadente enquanto são explorados por parasitas que não reconhecem o valor do trabalho e da produtividade e que se valem da corrupção, da mediocridade e da burocracia para impedir o progresso individual e da sociedade. Mas até quando eles vão aguentar?

Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.

Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas. Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções, mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios.

Mas a greve de cérebros motivada por um Estado improdutivo à beira da ruína vai cobrar um preço muito alto. E é o homem – e toda a sociedade – quem irá pagar.

Ayn Rand traça um panorama estarrecedor de uma realidade em que o desaparecimento das mentes criativas põe em xeque toda a existência. Com personagens fascinantes, como o gênio criador que se transforma num playboy irresponsável, o poderoso industrial do aço que não sabe que trabalha para a própria destruição e a mulher de fibra que tenta recuperar uma ferrovia transcontinental, a autora apresenta os princípios de sua filosofia: a defesa da razão, do individualismo, do livre mercado e da liberdade de expressão, bem como os valores segundo os quais o homem deve viver – a racionalidade, a honestidade, a justiça, a independência, a integridade, a produtividade e o orgulho.”

E se todos as mentes criativas e os homens produtivos do mundo simplesmente desaparecessem? O que aconteceria à humanidade?
A autora nasceu na Rússia em 1905 e foi para os Estados Unidos para fugir da revolução que tomara conta de seu país de nascença.
O que eu não entendo são as pessoas que dizem que a situação na Rússia estava ótima, enquanto uma pessoa que viveu e que presenciou tudo dizia que não estava.
Conseguindo transformar sua filosofia em uma história intrigante, misteriosa e de tirar o fôlego, é impossível não se fascinar pelas personagens desse livro maravilhoso que é um best-seller a mais de 50 anos.
Um pequeno aviso: apesar de eu achar que pelo resumo do livro já é possível perceber, quem é a favor da situação política atual no Brasil não gostará do livro.

MÚSICA:

I Guess I Loved You – Lara Fabian

Gosto desta música por três motivos: a voz da cantora é simplesmente maravilhosa, conseguindo ser suave e forte ao mesmo tempo; a melodia é incrível; e a letra fala da paixão e da perda do verdadeiro amor de maneira realista e cheia de entrega.
Além disso, a cantora em si, não só a sua voz, é incrível. Ela canta em francês, inglês, italiano e espanhol, além de já ter gravado uma música em português.

Original:

Now
Tomorrow is all there is
No need to look behind the door
You won’t be standing there no more
I had my chance
To dance another dance
I didn’t even than realize
That this was all love and no lies
Then I lost you

I, I guess I loved you
Less, less than I should
Now all there is
Is me and me
I turn around and all I see
The past where I have left our destiny

Now
Tomorrow is a mystery
I cannot live without a dream
Vanishing from reality
I wonder now
Would you come back to me?
Now that I finally realize
You are my home
You are my life
I need you…

I guess I loved you
Oh, less, less than I should
Now all there is
Is me and me
I turn around and all I see
The past’s where I have left our destiny

I, I guess I loved you
Oh, less, oh less, less, less than I could
Another time
Another run
To mend both of our broken hearts
To tell you how much I can love you now
I, I guess, I guess I loved you

I guess I loved you

Tradução:
Agora
Amanhã é tudo o que há
Sem necessidade de olhar atrás da porta
Você não estará mais lá em pé
Eu tive minha chance
De dançar outra dança
Eu nem mesmo percebi
Que isso era tudo amor e não mentiras
Então eu te perdi
Eu, eu acho que te amei
Menos, menos do que eu deveria
Agora tudo o que há
Somos eu e eu
Eu olho ao redor e tudo o que vejo
É no passado onde eu abandonei nosso destino

Agora
O amanhã é um mistério
Eu não posso viver sem um sonho
Desaparecendo da realidade
Eu me pergunto agora
Você voltaria para mim?
Agora que eu finalmente percebo
Você é o meu lar
Você é a minha vida
Eu preciso de você

Eu, eu acho que te amei
Oh, menos, menos do que eu deveria
Agora tudo o que há
Somos eu e eu
Eu olho ao redor e tudo o que vejo
É no passado onde eu abandonei nosso destino

Eu, eu acho que te amei
Oh, menos, oh menos, menos, menos do que eu poderia
Outra vez
Outra corrida
Para remendar ambos os nossos corações partidos
Para te dizer o quanto eu posso te amar agora
Eu, eu acho, eu acho que te amei
Eu acho que te amei.

4 Respostas para “Indicação da Semana por Carol Andrade

  1. Josy 18/01/2011 às 21:22

    Carol.
    Adoro suas indicações!
    Leio muito, bastante mesmo.
    E vou colocar essa na fila de espera.
    Você já leu,alguma livro da série MORTAL da J.ROB (Nora Roberts)?
    Gostaria de ver seu comentário aqui.
    Manda muito bem!!!

  2. Carol Andrade 19/01/2011 às 14:32

    Nunca li nenhum livro da Nora Roberts, mas fiz uma anotação mental.
    Porém vai demorar um pouco: eu tenho 27 livros em casa para ler, além dos 16 que eu quero comprar. (É, eu contei. =P)

    Muito obrigada, Josy. =)

    Beijos.😉

  3. maaribell 19/01/2011 às 21:25

    Carol,

    Já corrigi o título do post, acho q eu estava ligada no automático! Ooops… Sorry!

    Puxa, não conhecia esse livro, parece muito interessante, por coincidencia tb vi ele hj, na lista de livros indicados no site do Jared Leto(Rock tb é cultura, rsrs…).

    Lara Fabian… Vou ser sincera, a única música q conheço dela é Love by Grace (Camila raspando a cabeça, lembra? Ou isso não é da sua época? AFF! Estou ficando velha, rsrs…).

    Vou ouvir!

    Obrigada pelas mega dicas! Não pára!

    Bjks,

    Maribell

    • Carol Andrade 19/01/2011 às 22:05

      Imagina, Mari. Não tem problema. Rs. Nem comentei nada porque imaginei que você veria por si mesma.

      O livro é maravilhoso. Vale muito a pena.

      Conheço a música, sim, e lembro-me da cena. Haha. Não se preocupe, você não está ficando velha. Rsrs.

      Beijos.😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: