Sonhos de Maribell

Um lugar onde a imaginação é o limite.

Indicação da Semana por Maribell e Carol

Livro:

E O Vento Levou

Essa semana eu estava preenchendo um questionário imenso de uma editora e uma das perguntas foi: Qual o seu livro favorito? Sem vacilar, coloquei “E O Vento Levou”.

Esse é o livro da minha vida, para mim NADA é tão bom quanto a história cheia de drama, romance e emoção. Amo os personagens, pois todos tem defeitos, ninguém é perfeitinho. A começar pela incrível Scarlett O’Hara, ela é egoísta, fútil, oportunista, mimada, mas ama desesperadamente, numa entrega total e ousada. Assim como também é esperta e audaciosa. Seu parceiro, o sensual e charmoso Rhet Butler é simplesmente maravilhoso, ele é ousado, corajoso, cínico, cafajeste, enfim, tudo o que uma mulher sonha (brincadeirinha!). Na verdade eles são anti-heróis, ambos são ricos e bem educados, porém não tem escrúpulos quando precisam sobreviver a grandes tragédias.

Ao perder tudo na guerra e ficando na miséria, Scarlett é fantástica quando numa cena antológica (especialmente para quem viu o filme), jura que mesmo que precisasse mentir, enganar, roubar ou matar, ela nunca passaria fome novamente. Ela é uma personagem muito interessante, pois embora ame profundamente, não se deixa dominar por suas emoções, conduzindo sua vida de forma muito racional ao fazer escolhas que sempre a beneficie financeiramente. Infelizmente, o preço a pagar é altíssimo.

Preciso avisar para quem apenas viu o filme e decidir ler o livro, que várias coisas são diferentes, afinal a obra sempre passa por adaptações quando vai para a tela grande. Por exemplo, no filme mostra que Scarlett teria tido uma única filha chamada Bonnie (adoro esse nome) com Rhett que é seu terceiro marido. No livro já revela que ela também teve filhos com os dois maridos anteriores.

E o final? Termina magistralmente, quando Scarlett após ser abandonada pelo seu grande amor, repete seu lema favorito, dito várias vezes durante sua vida: “Pensarei nisso amanha. Afinal, amanhã é outro dia.”

Simplesmente PERFEITO!

Eu poderia escrever sem parar sobre tudo que amo nesse livro, mas acho melhor parar por aqui. Como sempre segue sinopse oficial e curiosidades.

“E o Vento Levou é um romance da escritora norte-americana Margaret Mitchell.
Lançado em 30 de junho de 1936, a obra tornou-se rapidamente um best seller. Em outubro deste mesmo ano, já havia vendido um milhão de exemplares e os direitos de filmagem foram comprados pelo produtor David O. Selznick pela (na época) elevada soma de US$ 50.000.
Em maio de 1937, o livro foi laureado com o Prêmio Pulitzer. Ao longo dos anos, a obra também tem sido analisada por seu simbolismo e tratamento de arquétipos, sendo considerada um dos livros mais populares dos Estados Unidos. Em 2005, o romance foi incluído na lista da conceituada revista Time como um dos 100 maiores livros de todos os tempos.[
A trama se passa durante a Guerra de Secessão, a voluntariosa e independente Scarlett O’Hara sofre pelo amor não correspondido que nutre por Ashley Wilkes, enquanto assiste à devastação de sua família e de sua amada fazenda Tara. Desiludida e disposta a tudo para reerguer suas terras, a jovem então envolve-se com o charmoso e cínico Rhett Butler.
O título foi retirado da primeira linha da terceira estrofe do poema Non Sum Qualis eram Bonae Sub Regno Cynarae, de Ernest Dowson: “I have forgot much, Cynara! gone with the wind”.
Segundo a própria autora, o principal tema da obra poderia ser resumido em uma única palavra: “sobrevivência”. A bravura da heroína de Mitchell, que originalmente se chamaria “Pansy O’Hara” – a editora pediu a autora para mudar o nome – fez de Scarlett um dos motivos do sucesso da história.
Curiosamente, esse seria o único livro que Margaret viria a escrever. Os direitos autorais recebidos pela obra e pela adaptação cinematográfica do mesmo tornaram-na uma mulher rica, e ela, envolvida com suas atividades de filantropia, decidiu encerrar sua carreira literária.”

Música:

If You Let Me Stay – Terence Trent D’Arby

Dizer que essa música é boa não é suficiente para descrevê-la. Afinal não é à toa que Introducing the Hardline According toTerence Trent D’Arby foi o álbum do ano de 1987. Além disso, pode-se dizer com certeza que If You Let Me Stay é a melhor música do mesmo. Com tudo a que uma música tem direito – desde uma pequena parte falada até corinho no refrão – essa música definitivamente entra para a lista de favoritos de qualquer um. É a declaração de amor perfeita para os menos românticos e a música perfeita para qualquer um.
Um ponto muito interessante na canção é o fato de ser possível gostar dela sem saber o que a letra significa, pois muitas vezes passa-se a gostar de uma canção por compreensão do sentido da letra. O instrumental da canção é bom para se dançar, é divertido e gostoso de se ouvir.
No entanto a letra será decepcionante apenas pela melodia ser boa? Nada disso! A letra tem um significado profundo e tocante, além de muito romântico, porém sem deixar a música “melosa”.
É impossível achar um ponto negativo nesta canção. Talvez algumas pessoas possam achar que a voz do cantor não é nada muito espetacular, mas é aí que elas deveriam parar e pensar em que é isso que deixa a música ainda melhor. Como Liam Gallagher, ex-vocalista da banda Oasis e atual vocalista da banda Beady Eye. As vozes de ambos os cantores não são especialmente bonitas e/ou mélodicas, mas são elas que deixam as músicas de seus respectivos cantores tão boas.
If You Let Me Stay pode ser considerada uma das melhores músicas de sua ou de qualquer época. Independendo da idade, do sexo e da personalidade da pessoa, essa é com certeza a escolha certa para uma homenagem à pessoa amada ou para uma boa dança descontraída em uma festa.

Desculpe!
Estou esquecendo tudo hoje! >.<

Letra e tradução abaixo.

Beijos.😉

Original:

Spoken:
Sweetheart, listen,
I know the last few pages
Haven’t been good for the both of us
And I’ve caused you a lot of grief
But put those bags down, o.k.?
Before you make a decision like that,
Please just listen to me
‘Cos I don’t want you to leave.
I definately don’t want you to leave
Just hear me out.

Honey, don’t leave me now
Put my head on my shoulders wrong
Have I done something wrong for you to leave?
I know I’ve been careless, girl
And I must apologize
I’ll try better next time, baby
If you let me stay

If you let me stay
(I’ll say what I should’ve said)
If you let me stay
(I should have said that I love you)
If you let me stay
(And I should have said it from my heart)
If you let me stay

How can I compensate
For my indiscretions, dear
Tell me it’s not too late
That I’d love to hear
If you walk out on me
You will see a grown man cry
I didn’t miss my water
Till my well ran dry

But if you let me stay
(I’ll say what I should’ve said)
If you let me stay
(I should have said that I love you)
If you let me stay
(And I should have said it from my heart)
If you let me stay

Your pretensions aim for gullible fools
And now who needs you anyway?
I’ll get mine elsewhere
I taught the school
You will regret it someday

If you let me stay
(I’ll say what I should’ve said)
If you let me stay
(I should have said that I love you)
If you let me stay
(And I should have said it from my heart)
If you let me stay

Tradução:

Falado:
Amor, ouça,
Eu sei que as últimas páginas
Não foram boas para nós
E que eu te causei muita dor
Mas coloque essas malas na chão, ok?
Antes que você tome uma decisão como,
Por favor apenas me ouça
Porque eu não quero que você vá embora
Eu definitivamente não quero que você vá embora
Apenas me ouça.

Querida, não me deixe agora
Coloquei minha cabeça fora do lugar
Eu fiz algo errado para você ir embora?
Eu sei que eu fui descuidado
E preciso desculpar-me
Eu tentarei melhor da próxima vez, baby
Se você me deixar ficar

Se você me deixar ficar
(Eu direi o que eu deveria ter dito)
Se você me deixar ficar
(Eu deveria ter dito que amo você)
Se você me deixar ficar
(E eu deveria ter dito do meu coração)
Se você me deixar ficar

Como eu posso compensar
Por minhas indiscrições, querida
Diga-me que não é tarde demais
Isso eu adoraria ouvir
Se você me deixar após tanto tempo*
Você verá um homem adulto chorar
Eu não senti falta da minha água
Até meu poço secar

Mas se você me deixar ficar
(Eu direi o que eu deveria ter dito)
Se você me deixar ficar
(Eu deveria ter dito que amo você)
Se você me deixar ficar
(E eu deveria ter dito do meu coração)
Se você me deixar ficar

Suas pretenções miram bobos crédulos
E agora quem precisa de você afinal?
Eu ganharei o meu em outro lugar
Eu ensinei à escola
Você se arrependerá um dia

Se você me deixar ficar
(Eu direi o que eu deveria ter dito)
Se você me deixar ficar
(Eu deveria ter dito que amo você)
Se você me deixar ficar
(E eu deveria ter dito do meu coração)
Se você me deixar ficar (x3)

* Se alguém estranhar a tradução, preferi traduzir dessa maneira porque “to walk out on someone” significa terminar um relacionamento de forma abrupta, às vezes depois de muito tempo.

Uma resposta para “Indicação da Semana por Maribell e Carol

  1. Sully 27/03/2011 às 09:30

    Oi amiga!

    Assim como vc, eu AMO esse filme.
    Hj em dia eu assisto de vez em quando ele em uma canal nos fds (TCM – de filmes antigos).
    Scarlet é um personagem á parte.Mesmo com todos os seus defeitos assim como o Rhet gosto deles.A filhinha deles é uma fofura e dá uma pena no fim do filme.
    Nunca li o livro, se dizem que sempre o livro é melhor que o filme, imagine nesse?Preciso ir atrás entao.
    ótima indicaçao…cada semana uma melhor que a outra.
    ótimo domingo
    bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: