Sonhos de Maribell

Um lugar onde a imaginação é o limite.

OP – Capítulos 9 e 10 Postados!

Hey, Girls!

Lady Maribell, como vocês bem sabem, anda bastante atarefada ultimamente, por isso estarei aqui como Blogueira “a doc”, certo?

E levando-se em consideração que estamos há uns dias consideráveis sem postagem, seguem os capítulos 9 e 10 de O Prínicipe:

Capítulo 9

Capítulo 10

Para os dois capítulos, escolhi a música Yo No Me Doy Por Vencido, do Luis Fonsi. O que é quase uma homenagem à insistência do nosso querido Theo (Adoro homens insistentes, rs).

Bem, fiquem com a leitura, então.

Mary Leite.

P.S.: Em breve teremos conto novo no Blog. Aguardem!

Anúncios

6 Respostas para “OP – Capítulos 9 e 10 Postados!

  1. Carol Andrade 08/03/2012 às 17:49

    Adorei a música, Mary!

    Muito boa e encaixa-se direitinho na história.

    E também adoro homens insistentes – mas sem ser chatos, por favor. =P

    Beijos. 😉

    P.S.: Conto novo! Uhuul! \o/

  2. Mary Leite 13/03/2012 às 13:20

    Não, não, de fato!

    Não se pode confundir homem insistente com chato e sem noção. De forma alguma. Existe uma linha tênue e o cara tem que perceber quando, simplesmente, não rola.

    Adoro o Luis Fonsi!

  3. Reinaldo Praxedes 13/03/2012 às 16:23

    cês falam homem isso e homem aquilo, tão esquecendo que eu to aqui só de olho né… -.-

    e mulher é bem mais complicada do que homem, nós não temos hormônios para atrapalhar (com excessão da testosterona)

    • Mary Leite 14/03/2012 às 12:31

      kkkkk

      Nunca nos esquecemos de você aqui, baby!

      De fato, nem eu me entendo. Mas, convenhamos, Rei, os homens também são bastante complicados, independente dos hormônios. Fala a verdade.

      • Reinaldo Praxedes 14/03/2012 às 13:24

        um manual de como entender os homens deve ter uma pagina, enquanto o das mulheres é divido em vinte e sete volumes com seiscentas paginas cada um. ^^

      • Mary Leite 15/03/2012 às 10:41

        Discordo, baby. Eu conheço homens bastante complicados. Acontece que você está construindo conceitos se embasando em pré-juízos. Isso se chama generalizar as pessoas e isso nunca é bom. Não se deve tratar o um como um todo. Seria o mesmo que dizer “Todo homem trai” ou “Toda mulher gosta de gastar”. Mesmo que represente um grande número, isso não é a totalidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: